Medos e angústias

Correndo o risco de estar aqui a dizer uma qualquer heresia, o facto de não me deslocar como antes de automóvel é semelhante (ou comparo) a ter ficado sem uma parte do meu corpo...uma perna por exemplo. É aqui que consta a heresia, porque há infelizmente quem não a(s) tenha realmente por um ou outro motivo  e, mal por mal, eu tenho a vida bem mais facilitada do que que não a(s) tem.

Quero com isto dizer que tenho mais dificuldade em me deslocar, sinto-me mais presa, incapaz de resolver a minha vida profissional com a mesma facilidade de antes. Antes sentia o carro como um prolongamento do meu corpo. Agora parece-me um "corpo estranho" que vou tentando dominar. E tudo me faz voltar aos primeiros dias de condução: a ansiedade, o nervosismo, a revisão mental do percurso com a escolha de caminhos mais cómodos, que há dois meses atrás faria completamente à vontade...

Tudo isto é muito estranho. Nem toda a gente percebe o que acontece nestas situações, podendo mesmo pensar que se trata de uma esquisitice do género: "agora tem a mania que..."

De qualquer foma, tinhosa como sou, vou tentando sempre! Se hoje não me apetece ir por ali, pode ser que amanhã apeteça.  Se agora consegui fazer este caminho, vou treiná-lo ainda mais. Até chegar novamente ao meu "bicho papão": A auto-estrada!

Pessoal, preparem-se! A Cloudy ainda volta às estradas de Portugal outra vez!

publicado por cloudy às 15:11
link do post | comentar | favorito